Lançamento do Livro “Versos que disto não passarão” – André Felipe Franco

Versos que disto não passarão” traz à tona aquele ser que parecia estar adormecido nas estantes das academias e bibliotecas, onde ora jaz o pó e os insetos: a lírica moderna, cujas rimas, métricas e ritmos são endereçados a seres de alma aita, a explodir de criação. Não a criação de versos necessariamente, mas criar e recriar-se. É notória esta intenção aqui. Não que o autor se envaideça, mas da aflição vem a descoberta. Não à La Cabral, mas algo novo,
atemporal. Ver-se o mesmo diferente a cada dia. Aqui, contemplam-se os abstratos e concretos, os sensíveis e os eretos, quebrando com rigor aquela tênue linha da certeza e do método. Tudo na vida passa. Incerto, pois versos bem quistos não hão de passar. Tu verás nestes versos, espelhos, a rever-se e recriar-se, um a um. Aqui há um, ou melhor, muitos eu-líricos. Todos humanos. Finitos. Que a cada virar de página sugerem a mesma coisa: são só versos.

IMG-20150818-WA0000

Anúncios